“Cada pessoa tem a sua historia. - Cada pessoa tem uma familia. - Cada familia tem origems. - Você não é apenas o que você imagina que é!"


sexta-feira, 19 de abril de 2013

Pelo Dia dos Indios 2

O meu maior respeito pelos povos indigenas !

Hoje e SEMPRE !


A historia do Brasil me refere que os nossos antepassados foram bandeirantes.

Um dos nossos antepassados, Pedro Vaz de Barros, em 1602 e 1604 foi capitao mor de Sao Vicente.
 A capitania de São Vicente era muito pobre. Lá havia pequenas lavouras que se destinavam à alimentação dos moradores. Para resolver o problema da pobreza dos paulistas, foi necessário buscar riquezas no interior, longe de São Paulo. Quem foi buscar o “remédio para a pobreza”?
Quem foi buscar riquezas no interior do Brasil? Os Bandeirantes  - A historia conta que foram "Homens valentes que saiam de São Vicente e São Paulo caminhando em direção ao interior do Brasil para : Capturar índios, buscar pedras e metais precioso.
Seria. Os tempos foram assim !

Aprisionar índios que viviam soltos ou aqueles que viviam nas missões jesuítas? Os habitantes das vilas São Vicente e São Paulo de Piratininga preferiam aprisionar os índios que viviam nas missões, pois eles estavam mais acostumados ao convívio com os europeus. Os jesuítas queriam converter os índios à religião católica. Os índios faziam catecismo e primeira comunhão nas missões. Os índios faziam vários trabalhos, iam à escola e à missa. OS BANDEIRANTES INVADIAM AS ALDEIAS E MISSÕES PARA CAPTURAR ÍNDIOS PARA TRABALHAR NAS FAZENDAS!
Os filhos de Pedro Vaz de Barros foram quase tudos bandeirantes...
Mas conta a historia e a genealogia paulistana tambem que tivem filhos com mulheres indios.

Mãe índia Pai europeu Filho mameluco

Os mamelucos conheciam bem as matas e, por isso, eram utilizados como guias nas bandeiras. Os índios construíam canoas e carregavam mantimentos e utensílios. Falavam tupi. Tambem os nossos antepassados. Falavam mais tupi que português....! Assim conta a historia.

Os indios fazem parte de historia do Brasil e tambem de historia de nossa familia e muitas outras familias brasileiras.

e como diz Mauro:


“La historia de estos hombres y mujeres que nos precedieron, esta metida en nuestra sangre y nuestra educacion mucho mas fuertemente de lo que podemos pensar, dejandonos mucho .

- Podemos luchar por conservar esa herencia, mantenerla y transmitirla, si la creemos buena. 

- Podemos luchar por arrancarnosla de la piel, enterrarla y olvidarla, si no nos gusta. 

- Lo que no podemos hacer es ignorarla, porque eso nos quitaria libertad de elegir, convirtiendonos es juguetes de genes y costumbres sin saberlo. 

- Sigamos buscando, porque es buscar dentro de nostros mismos.”
Martin Romano Garcia